Total de visualizações de página

Tal qual uma matrioshka (boneca russa), vamos desvendando nossas porções. A cada novo tempo, uma nova aprendizagem. Agora é o momento de nos vermos como seres holísticos que têm: corpo, organismo, cognição (intelecto), inconsciente (desejo) e mente (consciência, espírito).

ANGELINI, Rossana Maia (2011)

“A falsa ciência cria os ateus, a verdadeira, faz o homem prostrar-se diante da divindade.”

VOLTAIRE (1694 -1778)

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

A FORÇA DA PALAVRA



 “Raça de víboras, maus como sois, como podeis dizer coisas boas? Por que a boca fala do que lhe transborda o coração. O homem de bem tira boas coisas de seu bom tesouro. O mau, porém, tira coisas más de seu mau tesouro. Eu vos digo: no dia do juízo os homens prestarão contas de toda palavra vã que tiverem proferido. É por tuas palavras que será justificado ou condenado.” (MATEUS – 12: 34-37)

A FORÇA DA PALAVRA

         A nova física já comprovou que tudo no universo é composto por moléculas, desde nossos corpos até as estrelas. Tudo é formado por átomos que contém em seu núcleo prótons, nêutrons e elétrons. Dentro dos átomos há energia que vibra. Logo, toda matéria é formada por pequenas moléculas que estão unidas em constante vibração. Dessa forma, temos a materialidade de tudo no universo – movido pela energia.
         Há algum tempo, o cientista e fotógrafo japonês, MASARU EMOTO, quis provar que a força da palavra pode alterar as moléculas da água – transformando seus cristais de acordo com os sentimentos, as emoções que emanamos por meio da vibração das palavras pronunciadas. Dito e feito! O cientista teve êxito em sua pesquisa e em 2007 comprovou que palavras que destilam raiva, ódio, temor, sentimentos negativos, tinham a capacidade de gerar energia negativa e transformar os cristais d’água em figuras distorcidas e feias; já as palavras que expressavam amor, bondade, beleza alteraram a estrutura molecular d’água formando belos Cristais. 
         Você já parou para pensar nas palavras que pronuncia e o quanto elas podem danificar sua saúde, sua realidade espiritual e material? As palavras nascem de nossos pensamentos que exalam vibração, é como uma onda que se desdobra em outras infinitas ondas ou como um eco que fica reverberando no universo. Imagine, então, o quanto de energia negativa fica ecoando no universo com todo mal que proferimos o tempo todo? E, ainda mais, quanta energia negativa, atraímos, quando entramos em sintonia com o negativo, com as baixas frequências: palavrões, agressões verbais, palavras desconstrutivas, que ofendem que causam dor e amargura? Essa energia expressa cria “coisas” para nós e para o universo, não nos damos conta, afundamos num lodaçal.
         Hoje, já sabemos que nosso corpo é composto por 70% de água, imagine-se, então, todos os dias pensando e falando mal de seu corpo – com certeza – você o deformará, adoecerá por conta da energia negativa que você dispensa o dia todo. Quando pensamos com raiva de alguém ou desejamos o mal para alguém, observe: a situação de ambos só se agrava e piora. Agora, imagine essa pessoa, com quem você não se dá bem, numa redoma de luz, sendo iluminada por bons pensamentos, com certeza, haverá uma mudança de energia para o bem de ambas.
         No entanto como é fácil cair na cilada do mal, das más palavras, de retribuir a pedra que nos foi jogada com tanto vigor, principalmente, quando essa pedra vem das relações familiares. Deveríamos aprender a contar até dez, antes de partirmos para o ataque, por mais ofendidos que tenhamos sido, porque o ataque verbal não tem fim, vira uma enxurrada de grosserias que tem por único propósito revidar a falta de amor com a mesma moeda. A lei de Talião entra em cena novamente, e novas pedras são lançadas quebrando e machucando os corações. Nesse momento, o melhor é respirar, não responder a essa desordem; pois o mal fomenta o embate, dessa forma, pode vencer e nos levar a trágicos desfechos.
         Precisamos nos preservar, ficar atentos se quisermos viver no Amor: “Uma palavra branda aplaca o furor, uma palavra dura excita a cólera. A língua dos sábios ornamenta a ciência, a boca dos imbecis transborda loucura. Em todo lugar estão os olhos do Senhor, observando os maus e os bons. A língua sã é uma árvore de vida, a língua perversa corta o coração.” (PROVÉRBIOS – 15: 1-3).
         Portanto, alinhar pensamento, emoção e sentimento de forma positiva e amorosa é fundamental para que possamos atrair coisas boas. Lembre-se você é o que pensa, o que fala, o que se materializa, porque antes das coisas acontecerem, você já as pensou. Procure se alinhar com o Amor, com a Luz para que sua vida possa fazer sentido e trilhar no caminho da Paz.

“Nenhuma palavra má saia da nossa boca, mas só a que for útil para a edificação, sempre que for possível, e benfazeja aos que ouvem. Não contristeis o Espírito de Deus, com o qual estais selados para o dia da Redenção. Toda amargura, ira, indignação, gritaria e calúnia sejam desterradas do meio de nós, bem como toda a malícia. Antes sede um com os outros bondosos e compassivos. Perdoai-nos uns aos outros, como também Deus nos perdoou em Cristo. (Efésios – 4: 29-32)
Rossana Maia Angelini


Nenhum comentário:

Postar um comentário