Total de visualizações de página

Tal qual uma matrioshka (boneca russa), vamos desvendando nossas porções. A cada novo tempo, uma nova aprendizagem. Agora é o momento de nos vermos como seres holísticos que têm: corpo, organismo, cognição (intelecto), inconsciente (desejo) e mente (consciência, espírito).

ANGELINI, Rossana Maia (2011)

“A falsa ciência cria os ateus, a verdadeira, faz o homem prostrar-se diante da divindade.”

VOLTAIRE (1694 -1778)

quarta-feira, 6 de abril de 2011

PONTO DE MUTAÇÃO

Recortes de diálogos do filme “Ponto de Mutação” – e sua interpretação, a partir de uma perspectiva pós-moderna.
Rossana Maia Angelini.

         O filme apresenta o pensamento da humanidade desde  a ideia mecanicista, com Descartes, caminhando até nossa atualidade. Tem como foco o paradigma científico baseado na Física Atômica ou Quântica. O filme ainda retrata conceitos sociais dessa nova era, tomando o todo como indissociável e a vida como um organismo vivo. O autor parte de uma concepção holística e sistêmica para explicar as relações que estabelecemos com a vida. Essas questões são discutidas por três personagens: um político dos EUA (Jack Edwards, interpretado por Sam Waterston) que vai à França visitar um amigo poeta (Thomas Haniman, interpretado por John Heard). Num antigo castelo medieval francês, conhecem uma cientista - física quântica - (Sônia Hoffman, interpretada por Liv Ulman) e juntos tecem uma profunda discussão sobre questões existenciais.  Filme baseado no livro publicado em 1983 por CAPRA, Fritjof - Ponto de Mutação (Turning Point). Sugestão: vídeo.google.com.br 

Um comentário:

  1. Excelente escolha para um filme...Não somos apenas observadores da vida, como pensavam ser os cientistas diante de seus experimentos. Somos todos partícipes da grande realidade do Universo.
    Como participantes, influenciamos e somos influenciados. Servirão os novos paradigmas da Física para a tomada dessa consciência?

    ResponderExcluir